sábado, novembro 15, 2008

Dahab especial no Souq: Derbakes & Anisah Parvaneh

Foi uma apresentação simples e despretensiosa, como as melhores coisas da vida. Mestre Tuerlinckx e seus discípulos (meus sempai ^^) tocando para a bela Anisah dançar. Intimista, no meu bar preferido – fui ver por gosto e sem muita expectativa. Assim, de boa, como se diz em Minas.
Quando a apresentação começou, confesso que fiquei meio tonta com o excesso de informação. Queria prestar atenção nas mãos do Tuerlinckx (sim, eu estudo o Mestre ao vivo...), na coordenação dos meninos – Rafael e Gabriel, um par de anjos - (sim, eu queria saber até onde posso ir com esse negócio de derbake...) e na bailarina – porque, afinal, se aprende muito num improviso de percussão.
Aí, fiquei lá, dividinha, tentando prestar atenção em tudo com os meus parcos neurônios, mas não teve jeito: a moça roubou a cena e os meus olhos em poucos segundos. Que dança bem boa! Nada acrobático, nada de combos, nenhuma pretensão. Só uma leitura musical perfeita, uma criatividade natural, uma expressão de derreter de tão doce e charmosa. Em suma, uma delícia. Dança do ventre em seu estado puro e belo.
Fico muito feliz quando sou surpreendida assim. Conhecia a Anisah de bater papo (em mais um dos shows que eu fui ver sozinha nessa minha bizarra vida social) e tinha comigo que ela dançava bem. Porque ela é um doce, sabe? Simpática, humilde, nada fútil. E a minha experiência já me ensinou que você até pode ter uma boa mulher dançando pouco por falta de técnica, mas nunca vai ter uma boa bailarina onde falta caráter.
Claro que tinha pessoas dançantes presentes incapazes de um sorriso ou uma expressão de simpatia. Mas a gente dá um desconto porque esse tipo de comportamento em geral deriva dos sentimentos menos nobres dos seres humanos – e cada um tá num grau de evolução espiritual, né?
De qualquer forma, eu sai bem satisfeita! ^_____________^

UPDATE: Vejam (o que a iluminação permitir) e concordem (ou discordem, se conseguirem) comigo!

Um comentário:

Luana Mello - Dança do Ventre disse...

UAUUU esse seu coment sobre o caráter, cara isso é coisa que eu sempre pensei com meus botões. Bom saber que não sou a única a pensar que os dois pontos andam juntos.

Tão bom assistir um bom show né?

Beijoconas