domingo, setembro 19, 2010

Primavera nesta terra

Não, sou bairrista porque sou paulista. Paulista como Ana Terra.
Mas é verdade que eu amo essa terra e, ainda que não tivesse tantos amigos aqui, só sairia daqui por um motivo muito, muito forte.
Aprendi a amar o verão absurdo que quase nos mata e o frio rigoroso que nos faz fortes. Mas, puxa, não é preciso grandes qualidades para amar nossa primavera. Caramba, como essa terra fica linda!

Não é exagero meu: realmente a cor do céu aqui, em dias ensolarados, não tem nada a ver com a de São Paulo. E não falo de poluição: mesmo no interior, não é igual. A tonalidade aqui é única. E a quantidade de árvores floridas é ensurdecedora.
Ontem, voltando de um Simpósio em Lajeado, me deparei com trechos enormes de estrada ladeados por ipês amarelos. O contraste com o céu era de uma beleza de tirar o fôlego.

No tengo lugar, no tengo paisaje. Ciganos não pertecem. Mas as imagens desse lugar sempre estarão em algum ponto perdido no meu coração.

2 comentários:

vivianeamaral disse...

sim sim... também sou testemunha dessa belezura.

Samya Ju disse...

Que coisa linda! Obrigada por nos presentear com essa beleza =D