sexta-feira, abril 13, 2007

Ela não dança mais

Ela não dança mais. Ela parou n o t e m p o.
Ela não mais rodopia, não mais tremula, não mais ondula, não mais faz do seu corpo a expressão da sua alma.
Não mais os véus transparentes, não mais.
Não mais o farfalhar frenético das saias nos giros.
Não mais sua pele branca se dobrando e desdobrando ao som dos derbaques.
Não mais os dedos ágeis nos snujs, nem o som simpático do daff.
Ela não dança mais. Ela foi paralisada.
Descobriu-se imóvel sob o peso emocional de milhares de canções, que ela tanto amava. Que a faziam dançar chorando. E hoje assistem, suspensas no ar como as canções eternas sabem ficar, as lágrimas que rolam, único elemento em movimento num corpo estático.

5 comentários:

ro salgueiro disse...

Que triste.

Lid disse...

Mas por que será que ela não dança mais?

Isabela Colucci disse...

Se a música não consegue mais tocá-la como antes, devemos então trocar o músico.

roberta disse...

Saudade de um conto...

Lory disse...

Minha esperança é que, um dia, ela faz as pazes com a dança...