quarta-feira, junho 13, 2007

Casulo

Eu vivo dentro de um casulo transparente. Grosso, bem grosso. E grande pra mim. Aqui dentro eu respiro dentro de um líquido e nada pode me atingir. Aqui estando, meus inimigos nada podem contra mim.
Por vezes, me assusto. Eles arremetem com suas lanças e suas armas - eu sinto o impacto, mas não sou atingido. A camada transparente é muito grossa, nada passa, nem lâmina, nem bala. Aqui o veneno mais pernicioso e sutil não transpassa.
Aqui é meu refúgio e meu sossego. É quente, confortável, seguro. Ninguém em sã consciência ia querer sair daqui. E pouco me importa os que dizem que dentro desse casulo eu vivo fora da vida.

4 comentários:

thiagoqqq disse...

oi moça... obrigado pela visita... sabe, um casulo pode mesmo ter tudo o que a gente precisa... eu ainda espero seus escritos, vc sabe que eu adoro o que vc escreve, acho vc muito amiga da caneta. se vc resolver ficar no casulo pra sempre, vc não perde nada não, nós é que perdemos... ^_^
beijos moça...

ro salgueiro disse...

Tenho só um pouquinho de medo da solidão.

Lory disse...

Tem horas q eu queria um casulo gigante que coubesse todos os meus sonhos para que eles permanecessem intactos da realidade dilacerante.

Samara L. disse...

Acho que esses casulos não comportam sonhos, Lory. Sonhos precisam de liberdade. Essas coisas só encerram uma unidade mínima de ser humano.