domingo, agosto 02, 2009

Transição

Quem tem acompanhado meus últimos posts pode nem acreditar, mas, por natureza, não sou uma pessoa agressiva. Mas acabo de voltar de um período de guerra, em que meu Marte, em Câncer, mostrou a que veio.
Dei muita porrada, levei muita porrada. Muita. Se bati ou apanhei mais? É relevante? Cada um sabe de suas cicatrizes.

Acho que foi um período necessário para limpar e para aprender. Mas acabou.
Estou há quatro semanas enfurnada em casa, cicatrizando, reconstruindo, redirecionando. Acredito que esteja pronta para retornar à rotina normal a partir desta semana. Só quando eu chegar lá vou saber. E não vou explicar clinicamente que é um porre, mas digamos que sair sozinha nas últimas semanas estava exigindo toda uma logística.

Decidir fazer mestrado de novo. (Para quem não sabe, tenho um mestrado inacabado em Literatura Japonesa pela USP) Ainda não consegui me mexer para isso, mas sei o que tenho de fazer. Desejem-me sorte.

4 comentários:

Liciane disse...

Puxa, que transição hein!!
As vezes as feridas demoram pra cicatrizar, mas sempre cicatrizam!!
Desejo sinceramente muita sorte pra vc!!
Tudo de bom!!! Cada dia é um novo dia, e o sol vai brilhar amiga!
Bjss

Ket disse...

Toda a sorte do mundo.
Sabe que merece mais que tudo nega...
saudades
[ahh meu msn deu pau..add de novo? ketrin-ls@hotmail.com]

Bellit disse...

Sempre torcendo por ti, apesar de não ser amiga suficiente ou não ser a amiga que vc deseja.
beijão

Ket disse...

Por onde andas???
saudades..
me grita ;)