sábado, maio 22, 2010

Para uma criatura de matéria onírica

Moça do mundo dos sonhos, entenda.
Desse mundo a gente não se desilude porque os humanos não feitos da matéria da ilusão.
Seres humanos são cheios de defeitos e fedem humanidade.
Se conseguires se acostumar ao fedor talvez encontres alguma diversão nisso tudo.

Fada de olhos perdidos, não desista.
Porque mais do que tu possas precisar da matéria da terra, nós precisamos da sua para que esse mundo não nos afunde em tanta lama.
Precisamos do teu sorriso para entender o mundo fora da carne.
Da tua sensibilidade para não esquecermos de que o mundo não precisa ser só isso.

Criança moldada ninfa, se fortaleça.
Nem que para isso tenhas de roubar a essência de meus tantos calos para formar uma capa protetora.
Que te insensibilize contra a falta de sensibilidade, a falta de caráter. O excesso de desejo, a falta de coragem, o excesso de humanidade. Contra a cegueira do mundo, as doenças medonhas e os vícios funestos.
Se fortaleça e siga, porque não queremos tuas lágrimas. Porque nos alimentamos de tua alegria. Porque precisamos de ti.
E eu preciso.

3 comentários:

Cláudia disse...

Por que eu sei q foi para mim? Como vc enxerga isso tudo em mim? Eu q estava perdida, preciso mais de ti do q vc de mim..., preciso mais de ti, sobretudo porque eu quero sobreviver. E eu não estou sonhando agora, pois essas lágrimas eu sei q são reais...

andancasdelory disse...

Que lindo...

'A Bailarina' Site de Luciana Arruda disse...

eu queria que fosse para mim!!
^^